12 de outubro de 2008

Aguarela de Outono


FOTO: Carlos Fernandes

As coisas ficam difusas e vagas sob o véu da névoa que humedece a manhã. As cores esbatem-se. Uma brisa inesperada vagueia ao acaso pelas ruas, qual mendicante em busca de abrigo. Logo, revela o brilho desbotado do sol, que empalidece dia após dia. O ar arrefece nas esquinas. Por vezes, uma chuvinha dolente apressa os transeuntes, fazendo-os lembrar que o Outono chegou. Traz na sua caixa de aguarelas os tons do oiro velho, a paleta dos carmins e dos castanhos sóbrios que o vento há-de arrastar um dia pelo chão.

o Outono chegou -
traz na caixa de aguarelas
o oiro e o carmim

transmutando a paisagem
numa tela de cetim

2 comentários:

  1. Muito bonito :))
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. E do lado de cá do mar, a primavera tem ares de verão.

    Um beijo.

    ResponderEliminar