8 de dezembro de 2004

Caçada

é noite de lua nova

os homens reúnem-se
entre as estantes da biblioteca
para a grande caçada
ao verso branco

procuram todas as pistas
todos os rastos
no ventre
dos livros mais antigos

é aí que o bicho
provoca mais estragos

é aí que a sua existência
é mais insidiosa
mais repulsiva
mais nefasta

os caçadores espiolham
a palidez do papel
em busca dos traços
imperceptíveis da fera

com redobrada cautela
seguem a marca
das suas pegadas

e mal vislumbram
o vulto vago do animal
assestam as armas

apontam à cabeça
e desferem sucessivos disparos
até que este se estatele
inerte no solo

depois lavam as mãos
devagar
e bebem vinho tinto
até de madrugada

2 comentários:

  1. Oi, eu sou grande fã da Literatura, e, possível estudante de Letras(se vier a passar na segunda fase do vestibular). Andei vendo o seu blogue, gostaria que você me explicasse o que é Haicai, na sua essência.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  2. Ah, o meu e-mail é vesper1ine@hotmail.com. E o meu blogue é www.biasaldanha.blogger.com.br

    ResponderEliminar