17 de fevereiro de 2006

ode amazónica

amazonia.jpg

descrentes do tropical dilúvio
os pássaros tornam autónomas as asas
manuseando um robusto utensílio
de funções circulares

intensas e verdes
as fêmeas auscultam a temperatura da seiva
nesse universo habitado
onde as árvores adormecem à chuva

habituadas à fina cútis das ostras
tomam nas presas
a dieta incalculável das areias
sob a planície transparente das águas

mas é da torrente ininterrupta
onde se misturam os sedimentos dos rios
e dos lagos
que os mais jovens se alimentam

partindo então rumo à savana branca
atraídos pela exuberante panorâmica
dos incêndios

1 comentário:

  1. "partindo então rumo à savana branca
    atraídos pela exuberante panorâmica
    dos incêndios"


    à sua frente passam os bichos e os verdes! os animais _ tolos, esquecem a regra da fome e os verdes _voam sem o vento!

    um abraço para o Carlos

    ResponderEliminar